27/12/2010

Doce e Amargo

Este Natal foi doce e amargo.

Doce porque até correu bem tendo em conta todas as guerras tidas, para que corresse bem! Amargo porque a Tia A.M. faleceu. Mais uma estrela que brilha por todos nós lá em cima!

E passou-se assim 3 dias..... por um lado chorosos como o tempo, por outro risonhos como a época anuncia.

Agora caminhamos para o novo ano..... O tempo passa a correr...

21/12/2010

Estamos quase!

Estamos quase no Natal. Ainda me faltam 3 prendas! Oh vergonha! Eu não era assim!!! Tinha tudo pronto há imenso tempo e estava completamente descansada. Este ano não! Isto não correu bem... mas fica a lição para o ano que vem não fazer a mesma asneira!

Ainda temos que recordar os que não estão, com tanto amor, carinho e ternura como quando cá estavam. Sem prendas físicas, mas com uma lembrança ainda mais doce. Talvez uma vela em honra deles não calhava mal.

Vamos aquecer o coraçãozinho para ter um Natal mais docinho!

16/12/2010

Meu Porto de Abrigo

Penso no bom e no mau, no alegre e no triste e procuro o que me dá equilíbrio...
Muitas vezes não encontro, muitas vezes perco as forças para o procurar, desanimo e baixo os braços,..... aí procuro-te. E o que encontro muitas vezes não é o que mais desejo nem o que mais quero, mas é aí que eu tenho o meu porto de abrigo. Ás vezes frio, ás vezes quente, mas só tu me dás o que mais preciso....
Fazemos uma caminhada juntos, uma caminhada que escolhemos palmilhar por uma vida inteira e que se consegue tornar tão sinuosa como uma noite de tempestade.... Não vínhamos preparados para que fosse fácil, mas não esperávamos que fosse tão difícil. Mas é a nossa caminhada!
Muitas vezes tenho medo de não ser forte o suficiente.... muitas vezes não o sou..... baixo os braços..... e lá estás tu com um sorriso nos lábios, o olhar carinhoso como sempre e também à procura do teu porto de abrigo. Refugiamo-nos um no outro e tentamos solucionar o que nos fez deixar um pouco de sorrir....
Posso-me desiludir, por vezes contigo, mas apesar da desilusão e da mágoa tu continuas lá a sorrir e de braços abertos....
Estamos juntos e juntos estaremos e sei que estou muito perto de ter a felicidade e a alegria total contigo, o equilíbrio que me falta. Com muito ou com pouco, com muitas lutas ou não, mas contigo, com o meu porto de abrigo de sorriso nos lábios e de braços abertos. Sou tua e tu és meu... ontem, agora e sempre

13/12/2010

Perto do fim e do início

Fim do ano tem muito que se diga. Colocamos para trás das costas tudo o que nos correu mal, trazemos no nosso coração as coisas boas e bora lá por o pézinho no novo ano!

Mas nem sempre é fácil. Muitas das resoluções que se fazem para o novo ano ficam esquecidas no meio das 12 badaladas, e com elas, todas as boas intenções de fazer do mau bom, do velho novo.

Não sei bem o que deixar para trás. Mas o que levarei comigo sei eu muito bem.

Tenho as lindas recordações de uma grande preparação para um grande dia, esse dia está por sua vez cravado na memória e no coração, a aventura de conhecer o desconhecido e todas as alegrias tidas por estes meses fora. Claro que nem tudo foi bom, mas algumas estão tão interlagadas com o bom que vai ser simplesmente difícil de as separar!

Este ano nem sei bem o que pedir.

E tu, o que vais pedir?

10/12/2010

8 meses

Exactamente há 8 meses atrás, pelas 12h e qualquer coisa lá estávamos nós, naquela Igreija linda a tremer, a dizer o Sim que mudaria para sempre as nossas vidas.

E isso aconteceu. Uma volta de 180º à qual ainda não estamos totalmente habituados e moldados, com muitos erros pelo meio, com muitas cabeças perdidas e mesmo com alguns tostões contados devido à práctica do dia a dia do casal.

Mas somos nós, continuamos a amar-nos e queremos mais, muito mais.

Que venham mais 8, 10, 12, 24, etc, etc, para completar esta nova vida que só terá fim quando o até já for dito.

Amo-te. Parabéns meu Amor.
arquivo pessoal - 10/04/2010

06/12/2010

Devaneios

Não sei se grite, não sei se chore, não sei se procure a felicidade, o abraço, o sorriso, o calor e o amor....

Espero aqui por ti, ansiando que tudo o que sentimos se exalte para este mundo, mundo que é tão meu como teu, que é nosso.... espero que me ames como te amo a ti e que o mostres a todos como eu no fundo, amaria que o fizesses....

Aqui sozinha neste quarto, nesta cama sonho com o que fomos, com o que somos e com o que podemos ser. Rio, choro, grito, volto a sorrir, a chorar e a gritar. Parece um ciclo vicioso sem fim. Um ciclo do qual não me liberto, não me quero libertar!

Procuro o quente, o frio e a unica coisa que encontro é simplesmente a tua presença, o teu cheiro, a tua voz, o teu toque...

Preenches tudo à minha volta, preenches tudo o que sou, tudo o que serei.

Um dia perguntas-te-me o que era amar, o que era amor. Demorei a responder-te, dias talvez. Procurei a melhor forma para te explicar e a única que alguma vez encontrei foi olhar para o meu coração e ver o que sentia por ti e demonstrar-te.

Respondi-te que amar, que o amor, era um sentimento tão forte que nem explicação tinha. Era o quereres estar com aquela pessoa, essa pessoa que não te larga a mente, o olhar, o coração. Que sentes perto de ti mesmo não estando. Que enche todos os teus poros até que sentes o seu cheiro em ti. Que te traz a felicidade, que afasta todos os males de ti, que te faz rir, chorar de alegria e com a qual o teu coração palpita quando te chama no telefone, numa mensagem, quando a vês.....

Aí pudemos dizer um ao outro Amo-te.

Ah que sentimento puro e lindo. Todos os devaneios e loucuras. Todos os momentos dos quais perdemos a razão e nos deixámos ir até aos escombros mais perigosos. Quando procuramos entregar-nos um ao outro com toda a nossa força de amar e loucura.

E agora estamos aqui..... num compasso estranho em que não sabemos onde estão as loucuras e os devaneios uma vez sentidos e feitos. Perguntamos muitas vezes o que é feito disto ou daquilo que tanta falta nos faz e não conseguimos encontrar!

O que é feito de nós? O que é feito do amor?

O amor esse nunca se perdeu. O meu coração continua a palpitar, continua a sentir-te em todos os meus poros, continua a querer-te como nunca antes.... mas e a explosão do momento?

Quero sentir-te de novo. Quero sentir tudo de novo. Quero voltar às loucuras, às perdas da razão.

Quero sentir-te. Quero sentir a vida. Quero apenas sentir-te....

Arrufos...

Odeio que gozem comigo quando falo, odeio que não ouçam tudo o que digo, que a falta de atenção seja algo que de volta e meia mostra o ar de sua graça, odeio que quando tentamos resolver as coisas a outra parte não o queira tal como nós....

Não gosto de discutir, não gosto de me exaltar, não gosto de perder as estribeiras.... não gosto quando lhe grito porque a raiva do momento é mais forte que a razão, não gosto quando sou bruta quando algo nos cega e entorpece,....

Não gosto que as coisas sejam assim..... porque falamos tantas vezes e tentamos mudar tanta coisa que quando isto não acontece nos salta a tampa.

Odeio que ele fique ali impávido e sereno e não diga o que lhe vai na alma... afinal ele não é o único a errar. Estamos nisto os dois, logo os dois erramos, os dois acertamos, os dois caminhamos para o mesmo lado!

Não quero mais isto.... só quero que estas pequenas arestas sejam limadas de forma a que possamos ser felizes....

Porque eu amo-o, porque ele é a minha vida, o meu mais que tudo..... porque é que por vezes tem que ser tão difícil?

 O meu coração fica assim... pequenino, assustado, num canto....
(imagem retirada da internet)

03/12/2010

Fora as confusões

Sim, agora é oficial. O Natal será lá em casa. Não com a aprovação de todos nem coma alegria de todos, mas o que tem que ser tem muita força.

Orgulhei-me muito do meu J. Está finalmente a largar um pouco a mania de menino mimado da mamã (quem me manda casar com filho único) e a ganhar outras coisas (que é feio dizer aqui!) e a demonstrar que tem vontades e que já é grande e decide sozinho! Gostei muito quando enfrentou a situação e disse: "ou é ou não é, porque daqui não saio!" Ah grande J.!!!! Orgulho mais lindo do meu coração!!!

(ok aqui pareceu que estava a gozar mas a menina não está, sim?!)

Agora a parte complicada: presentes!!! Não há nada mais que eu não goste!! Adoro receber é uma verdade mas tenho tanta dificuldade em escolher para os outros.... muita mesmo!!! A prenda que mais me chateia é a do J. Não tenho ideia nenhuma do que lhe oferecer e isso está cá a dar-me cabo do coraçãozito! Nunca o devia de ter deixado oferecer-me a prenda que me vai oferecer!!! Ah maldita vontade!!!

Enfim, alguma coisa se há-de arranjar!

29/11/2010

Deprimida

Hoje estou como o tempo. Negra, deprimida e feia. Não que o fim de semana tenha corrido mal, porque na minha opinião até correu muito bem - valeu por todas as experiências novas tidas!

A questão é que a situação Natal continua a sobrevoar a nossa casa numa forma muito negra e feia. Pensávamos que tudo estava resolvido mas afinal não! Está cada vez pior mesmo!

Será que todos os recém-casados têm estes problemas??!!

26/11/2010

24/11/2010

era bom....

era ter aproveitado e ter feito a grave também!!

tinha-me dado um jeitão!!!

imagem retirada da internet


22/11/2010

Festa, festão

E a comemoração do meu aniversário foi do melhor. Duma festa, tornou-se um festão!!!

Alguns disabores sim, imediatamente tirados da minha cabeça e do meu peito assim que falei com o J.

Amei tudo, amei o facto de que as pessoas importantes, mesmo aquelas que pensávamos perdidas como amigas, se mostraram o ainda ser e não arredaram o pé a não ser 24 horas depois! Pena de outras tão importantes não terem lá estado.

Queremos mais cantoria, risos e gargalhadas, animação, companheirismo, competição e tudo o que temos direito para ser feliz!

18/11/2010

A saga árvore de natal

Eu e o J. nas compras:

J. - estas bolas e estas fitas chegam!

Eu - J., a árvore é muito grande! isto vai ser pouco!

J. - não é nada! chega perfeitamente!

Eu - J., a árvore tem 1,80m!

J. - estou-te a dizer que chega!! Vai só isto e ponto!

Conclusão: temos que ir comprar mais porque só temos o suficiente para meia árvore!

=(

E quando pensamos que mais desgraças não podem acontecer, lá aparecem elas....

Já não bastava um, agora dois sem se poderem mexer!

Puxa, que vida injusta!

16/11/2010

Mas o dia a seguir não começou bem

imagewm retirada da internet

Best day!

O dia ontem foi muito bom! Vi que afinal até tenho pessoas que gostam de mim, que mesmo com a ajuda do Facebook, se lembraram de me dar os Parabéns. Vi também que quem se dizia meu amigo que nem se lembrou... mas com esses posso eu bem e vou colocá-los para trás das costas de vez!

Gostei imenso, principalmente de poder estar com os meus pais, almoçar com eles. Foi óptimo ver como somos felizes juntos e ver a minha Mãe sorrir, feliz e colocar todos os seus problemas de parte.

Foram os melhores 24!

12/11/2010

Cada vez mais desiludida

Fui apanhada no meio de uma história que não queria.... ajudei, dei o coração, a alma e quase o corpo e sou julgada....

Agora quero é mesmo é distância.... Não consigo compreender porquê, nem como, mas pelos vistos sou "preconceituosa porque julgo os outros"... é dose, quando o que fiz à pessoa em questão foi dar a mão....

Estou confusa, não sei o que pensar. Soube de coisas, confirmadas pelos filhos dessa ex-amiga que me deixaram confusa e a pensar como posso ser amiga de alguém assim, mas nunca "virei costas" a ninguém... ela nunca foi a única a ter problemas, aliás eu não vivo nem quero viver para os problemas dos outros... pelos vistos tinha-o que fazer...

E aqui estou, com o coração pequenino a pensar que sou uma péssima pessoa, só porque fui amiga de um casal que se separou, por ter os meus problemas, por falar com os dois e com os filhos dos dois... Não sei o que fazer.... não sei o que pensar... acho que o melhor que tenho a fazer é afastar-me de todos que tenham a ver com esta história...


imagem retirada da internet

10/11/2010

Engolir e aguentar

Esta é a parte mais difícil em todos os meus trabalhos. Apesar de a experiência não ser muito vasta, já deu para perceber que há sempre alguém que tem que levar a melhor, e esse alguém, acaba sempre por ser a entidade patronal, o que me deixa deveras frustrada!!!

A minha não é excepção. As aparências iludem mais do que deviam. Este é o caso supremo! Tanta consideração, tanto salamaleque, tanto "sff" para não ter o mínimo de consideração e de dizer um "obrigada" verdadeiro ou mesmo qualquer tipo de recompensa.

É certo que tudo o que fiz foi na boa vontade, mas porquê não haver boa vontade da outra parte também? Não é o "se precisar pode chegar mais tarde, ou sair mais cedo" que compensa todas as horas aqui perdidas e acima de tudo todas as dores de cabeça, principalmente de férias!!! Férias!!! Sítio para esquecer de tudo.... a mim não deixam.... eu até tenho medo, porque a sra. faz-se de tão burra (ou é mesmo, a meu ver!) que faz tudo ao contrário e quando vou, volto com o dobro das coisas para fazer...

Sou uma parva, porque dou o "cu e os sete tostões", porque acho que devemos de mostrar tudo o que somos capazes, quando somos capazes... mas dar tudo e depois levar com as culpas do que não fomos nós que fizemos.... é injusto, é muito injusto.... Mas a entidade patronal leva sempre a melhor!!

Coitado do mexilhão!

09/11/2010

Invadida pelo Espírito Natalício

Imagem retirada da internet

Fui literalmente invadida pelo Espírito Natalício!!!

Ontem fomos comprar a nossa árvore de Natal. A nossa primeira árvore! É uma sensação única escolher tudo pela primeira vez: o tamanho da árvore, as decorações, o presépio! Sim, a minha casa sem presépio não ia ficar e por isso optámos por algo bem simples, ficando-nos pela Sagrada Família!!!

Uma vez que a nossa casa (sala principalmente!) está decorada em tons de vermelho e laranja, escolhemos decorações nos castanhos-alanrajados, castanhos com dourados,... simplesmente lindos!! Para por na porta uma bota girissima nos mesmos tons a dizer "HO HO HO"!

O J. disse-me que eu parecia uma menina pequenina e que os meus olhos brilhavam ao procurar tudo o que eu queria! Falta-me ainda algumas coisinhas, pois quero encher a casa de Natal. Quero decorações para todas as portas, quero um pano lindo para colocar a minha sagrada família, velas, azevinhos e muitas outras!!! Pena que tudo o que seja desta época não seja simpático para os bolsos, mas devo dizer que até consegui uns bons preços no AKI. Os do IKEA também não me pareceram mal, mas simplesmente não fui muito à bola com as decorações.......

Vou gozar esta fase enquanto não vêm as discussões mais rijas sobre "onde é que se passa o Natal"! Será parte 3 ou 4??!!

Let it snow, let it snow, let it snow!!! =)

07/11/2010

Estou a odiar o meu fim de semana

Ok, este fim de semana foi do pior!! Será que podemos voltar atrás e voltar ao início do fim de semana???!!!

Começou pelo exame de Protocolo. Hoje sei que sabia a matéria, mas como foi em exercícios práticos, espalhei-me apenas ao comprido.... foi horrível... pensar nas respostas, perceber que estava completamente bloqueada, baralhada e o que aconteceu foi só m******.

Para melhorar a festa o almoço que era algo que pedi à minha mãe para me comprar para eu fazer, do qual tinha imensas saudades não me caiu bem e passei a tarde toda mal da minha barriga.... isto fez com que eu não conseguisse ir à Corrida Sempre Mulher, dar o meu contributo total à luta contra o cancro da mama.... não fiquei totalmente bem durante a noite...

Chiça, se eu conseguisse voltar a trás, até mudava umas coisitas como por exemplo o meu exame..... A menina está furibunda!!!!

05/11/2010

Desabafo

As coisas ultimamente não andam mesmo da melhor forma... talvez por toda a conjuntura do país, mas o que é certo, é que tal como eu estão outras tantas mulheres e homens "desesperados"....

Mas o que me custa mesmo é não ter ninguém com quem desabafar, pois não me apetece ser criticada com directas ou indirectas, ou porque a única pessoa que poderia ser possível está tão mal ou pior que eu.

O J. continua a ser assim aquele ombro amigo possível e impossível. Continua a fazer todos os possíveis para nós termos o que realmente nos faz falta mas não é fácil. Os trabalhos extra nem sempre existem....

Eu infelizmente estou numa situação em que não faço ideia como é o mês seguinte... se vou ter ou não... arranjar outra coisa é extremamente difícil.... então agora.... preciso de alguma coisa... até tenho as minhas ideias mas preciso do que não tenho para investir e pô-las a andar... por isso ficam como ideias...

Agora vou só ali gritar um bocadinho....

03/11/2010

Até foi bom!

Ontem o dia foi só rir!!!

Passei uma manhã num hospital porque o J. tem acumulação de ar o que lhe causa um incómodo enorme no estômago. Mas isto não tem piada! Tem piada é quando lhe falam de injecções e em endoscopias!! Acredito que aquilo deve custar horrores, mas o "não tenho idade para fazer estas coisas" é de morte!! Andar com o braço todo encolhido porque levou a injecção e lhe dói horrores... o "Dra posso ficar o resto do dia em casa? É que estou tãao doente!" Claro que conseguiu convencer a sra. dra. Foi para casa o resto do dia e adiantou-me um pouco o jantar, dentro do que o moço sabe. Mas sempre com "ai amor dói-me tanto o braço!" Os homens são mesmo piegas!! Não digo que eu também não o seja, mas este bate-me em tudo!!

Depois a aventura de ir para casa pela 1º vez sozinha de comboio!!! Rebolei a rir quando cheguei a casa!! Como ele ficou em casa, não fazia sentido vir-me buscar ao trabalho, por isso, meti pernas ao caminho e lá fui eu. Andar de metro para mim é canja, apesar de desde que casei, devido à enorme necessidade que temos de vir de carro, já me faz alguma confusão andar no meio de tanta gente! Agora, andar de comboio, sozinha então.... ui ui!! Já tinha feito a viagem com ele umas duas ou três vezes, mas nunca me dei ao trabalho de aprender decentemente como se fazia tudo, logo, parecia uma tonta que sai de uma territa bem no interior em que só existem camionetas de 3 em 3 horas!!!! sem ofensa claro, porque às vezes são as mais bem desenrrascadas!!!
Foi a loucura na estação de Sta. Apolónia!! Que comboio é que apanho, a hora, tirar o bilhete!! Até que uma alma caridosa me dá o recibo de compra (que agora é preciso guardar para tudo) e depois vem atrás de mim "valide o cartão senão, se apanha revisor leva uma multa e das grandes!". E a aqui a bela da menina "ah, obrigada, não fazia ideia!", com o J. a gozar o prato todo comigo ao telefone!!! É que o gajo nem foi capaz de me dizer que quando tiro bilhete, não tiro consoante o destino do comboio mas tiro consoante o destino que quero ir!! Caso para dizer LOIRA!! Que foi o que eu fui durante uma hora, em que andei de comboio!

Bem que eu precisava de rir e ontem foi o dia pefeito!


28/10/2010

Precisa-se Urgente!

Isto cá para os meus lados anda sem alento nenhum.....

As coisas no trabalho não andam bem, as contas não andam bem, ando sem vontade de fazer nenhum,.... bolas, a vida não pode ser assim tão complicada, ou pode???!!!

Estou quase a 2 semanas de fazer anos e eu que adoro festejar, até estou sem vontade nenhuma.... Eu! Imagine-se!!

Definitivamente lufada de ar fresco precisa-se!

27/10/2010

Muitos odeio....

Odeio:

- roer as unhas sem parar

- não ter dinheiro para poder continuar a tratar delas, como antes do casamento, para não as roer

- não conseguir ter uma luz ao fundo do túnel

- ter as ideias e não ter quem me dê ânimo para as realizar

- ter que contar os tostões todos os meses

- não conseguir ter muitas coisas que tanto desejamos

- não ter quem mais eu gosto junto de mim

- não poder lutar já para alguém brilhar dentro de mim

- olhar para trás e achar que podia ter feito diferente

- não seguir com os meus objectivos para melhorar a auto-estima

- às vezes parece que odeio mesmo é a minha vida.......

25/10/2010

Que nuvem....

O fim de semana não foi de todo o melhor. Tentei que o sábado passa-se despercebido, com o curso e com o jantar com uma boa Amiga (sim, parece que ainda existe gente desta no mundo!). Mas o domingo..... esse então é para esquecer!!!

Não há palavras para descrever tudo o que se passou. Nem forma de entender. Apenas dizer que a dor foi deveras grande!

Agora é bola para a frente, ou pelo menos tentar!

Tenho aqui algumas na manga que espero mesmo conseguir fazer e ajudar a situação financeira lá de casa.

Isto é algo que me anda a preocupar imenso de novo. Este mês tivemos que ir de novo (várias vezes) à poupança!! E não há coisa que odeie mais que fazer isso!! Tenho que tentar por mais dinheiro na poupança este mês de Novembro! Esta vida é uma m****! Tenho que passar a vida a contar os tostões.... e como ter a nossa estrelinha??!!

A menina tem definitivamente uma névoa por cima da cabecita.....!


22/10/2010

Vou-te Sempre Amar Avô

Avô faz amanhã 2 anos que a tua luz passou a brilhar no céu...
Faz 2 anos que nos deixas-te sem a tua animação, sem as tuas cantigas populares, sem a tua maneira linda de ser, de explicar, de estar,...
Não me posso deixar esquecer de como nos tratavas, de como eras doce para todos nós, como ias buscar o que tinhas e o que não tinhas para nos fazer sentir bem...
Não sou a única que sente a tua falta... somos muitos... mas no fundo sabemos que onde estiveres, estás a olhar por nós,....
Começo a achar que só ao fim destes 2 anos sem o teu "olá patareca", que caí em mim e percebi finalmente que não estás cá, junto de mim para sempre. Acompanhas-me sim, mas não como eu queria, como todos nós desejávamos. Só agora, que começo a fazer a minha família, que penso nos teus bisnetos é que percebo o que realmente te amava e como realmente sinto a tua falta....
Não consigo aceitar que no dia mais feliz da minha vida cá não estivesses presente. Às vezes pergunto... Porque não me casei logo? Porque não te dei a felicidade de veres a tua neta mais nova a entrar na Igreja vestida de branco, como tanto tu ansiavas....
Não consigo entender porque não lutas-te com mais força.... não percebo porque é que te entregas-te tão facilmente à doença....
Perguntas sem resposta. Muitos "ses" para responder e tentar entender que ninguém entende...
Ainda hoje olho para o quarto onde passas-te os últimos 6 meses da tua vida, para a cama onde estives-te sempre deitado, de luz apagada porque tudo te feria, e imagino-te ali....
Ainda hoje olho para ali e parece que te vejo.... Quando vesti o meu vestido de noiva, nesse mesmo quarto onde passas-te tanto tempo, senti-te ali. Senti-te comigo, mas não estavas como deverias.
Sinto demasiado a tua falta e não consigo entender porquê só agora o consigo sentir desta forma. Sei que o sinto e apenas te quero relembrar nas boas memórias....
Mas esta saudade dói.... dói tanto! Eu não gosto de sentir esta saudade. Acho que me armei em forte tempo demais e agora sofro por isso... será que alguma vez vou ultrapassar esta saudade louca de te ouvir rir, do teu piscar de olho, da tua forma de dormir, de falar, das brincadeiras que tínhamos por demorares eternidades a comer, de quando te chateavas quando se levantava os pratos da mesa contigo ainda a acabar o parto principal,...
Bolas Avô! Porque é que nos deixas-te? Porque é que não ficaste um pouco mais??!! Porque é que refilei tanto por não me terem deixado fazer tanta coisa só porque tu estavas ali e doente??!! Porquê??!!
Tantas perguntas Avô....
Espero um dia que me desculpes por todos os pensamentos maus que tive, se algum dia não fui para ti aquilo que gostavas que eu tivesse sido, desculpa todos os meus erros.
Vou-te sempre Amar Avô. Tal qual se estivesses aqui.
Vou-te sempre Amar.


21/10/2010

E em relação ao meu curso

E à porta do fim de semana, só penso como arranjar energias para o formador de protocolo oficial que tem uma energia sem explicação. Aquilo é pulos, entoações, cadeiras pelo ar, passos para a frente e para trás, um frenesim nas explicações,..... ufa! Só de pensar já me sinto cansada!!!

Não me posso esquecer sequer, que só de pensar, já me dói a minha tendinitezita da mão direita!!! Tanto que o homem fala, que eu (quer dizer todas mesmo!) escrevo e escrevo e escrevo e escrevo e escrevo e escrevo.....

Ao menos não é aquele tédio de arquivo não senhor!! Ah! E por falar em arquivo, aqui a menina teve 15 valores!!! Nada mau num módulo em que a sra não sabia explicar, muito menos perguntar!!!

19/10/2010

A História #10

Apesar de ser cedo para isto, vou mesmo é falar de Natal!!

Sempre concordámos que este ano, visto ser o nosso 1º Natal juntos, como marido e mulher, que iria ser no nosso estaminé! O que é certo é que isto tem desenrolado alguns debates familiares (para não chamar discussão mesmo!).

Não, entre mim e o J. não! (sim, encontrámos mesmo o nosso equilíbrio! =D ) Sim, entre nós e os pais do J. Antes de casarmos já tínhamos falado sobre esta nossa vontade - ao tempo que isto já estava falado entre mim e o J. - ao qual a minha sogra respondeu: "como é que eu venho com duas idosas e com as suas tralhas todas passar cá o natal??!!". Agora que infelizmente que a Avó faleceu e ela arranjou um cão (história a explicar um dia...), a desculpa é: "como é que vou eu, o C., a Tia e a cadela??!!".

Claro que eu e o J. temos resposta pronta e dissemos: "espaço há! sempre houve. agora que estão nesta casa já não há espaço na nossa??!!". Claro que isto tudo me tem dado uns nervos aos meus nervos que só me apetece é gritar-lhes, abaná-los e consequentemente chorar que nem Madalena arrependida!!!

Mas porque é que tudo tem que ser na casa deles e como eles querem? "Foram-se" (para não ser muito mais mal educada)! "Quer-se" dizer, dos anos do J., 14 dias depois do nosso casamento, não descansaram até que fosse na casa deles (note-se que nos começaram a falar disto estávamos nós de papo para o ar na Riviera Maya!), refilam porque só lá vamos de 15 em 15 dias (ou uma vez por mês, depende da disponibilidade) e agora refilam porque eu estudo ao sábado e só vamos no sábado ao fim do dia, porque fazemos isto e aquilo e não fazemos como eles querem ou onde eles querem,.... agora até com o Natal???!!! Porque toda a vida é da cidade para o campo e não o contrário (como se eles estivessem no campo!), porque a casa é maior, porque é isto e aquilo,.... "Mary diz aos teus pais para virem" ahahahaha que piada!!!! Obviamente que os meus pais não vão!!!

Conclusão desta linda história de Natal: 1º que passo casada, pelo qual vou perder a vontade de festejar o Natal, pelo qual vou deixar de gostar do Natal,....

18/10/2010

Filhos

Mais uma vez cá venho eu puxar a brasa à sardinha.

Ontem estive com o primo T., que tem uns lindos 6 meses e é um amor de miúdo! Na sexta tive com a sobrinha emprestada, a M.C., que tem um lindo mês e parece uma peninha nos nossos braços.

Fico com uma vontade louca de ter um bebé lindo nos meus braços. Principalmente quando estou com a M.C. A rapariga é tão fofa!!

O J. também quer muito. Mas às vezes penso que ainda temos tanto para nos habituar, para moldar, para fazer,... será que é correcto pensar já nos nossos meninos?

Eu quero muito acabar o meu curso, que será só para Abril do ano que vem, altura em que eu faço um ano de casadita. Ainda pensei (ou penso, não sei bem) na possibilidade de ir para a faculdade, através dos maiores de 23.... mas não sei se terei a estaleca e o bolso como deveria de ter tido aqui a uns tempos atrás... sim, existem as bolsas mas com estas alterações do estado será que se vão manter??!! 

Mas não querendo desviar o assunto, por uma lado considero que temos muito para gozar os dois, mas por outro... Já imagino o som do bebé a chorar, as gargalhadas, as birras, o 1º andar, o 1º sorriso, o ouvir mamã,.... 

Será que já tenho o instinto maternal a gritar dentro de mim??!! 

16/10/2010

Cansada e aliviada

Isto de jantaradas às sextas não está com nada!!!  Principalmente se duram até às tantas... Mas foi bom, foi muito bom!!!

Apesar de não ter conseguido dizer tudo o que me apetecia, fui aliviando a minha mente e o  meu coração com umas "bocas" um pouco duras ao meu amigo M. O que vale é que ele assumiu que eu tinha razão e deixou-se levar com tudo o que tinha direito!!!

Acho que pus em marcha o meu "plano" de deixar de ser santinha e comida por parva por todos. Agora tenho mesmo é que passar a dizer o que me vai na alma!

Fica-se muito mais leve!!! =D

15/10/2010

Ora que isto

Ainda estou a tentar perceber porque é que as pessoas deixam fugir quem realmente gostam!! Não entendo, sinceramente não consigo entender!!!

É certo que eu quase que fiz o mesmo, mas dei o braço a torcer e disse " eu gosto de ti" a tempo!!!

Agora não entendo 2 totiços amigos meus, que passam a vida desencontrados, são a vida um do outro e não dão o braço a torcer!! Irra!!

Agora um está livre, o outro comprometido....

Oh gentinha mais complicada!!!

14/10/2010

E porque eu também mereço!

E as minhas decisões de me querer sentir bem comigo estão no bom caminho. Já comprei umas pecitas de roupa novas, já voltei à minha rotina alimentar equilibrada de novo (não é dieta, foi só algo que tive que aprender a fazer quando atingi uns míseros 60kg numa altura mísera de 1,55m) e estou finalmente a tentar baixar este meu tom alto, impetuoso que por vezes magoa a pessoa que mais amo.

Estou por isso a fazer as minhas melhorias, para que eu e o J. também fiquemos bem. Notei que neste tempo que me deixei ir abaixo que as coisas não andavam bem e muita culpa também foi minha. Aliás em qualquer relação a culpa não é só de um... a relação é feita com dois mesmo, por isso só um não é culpado.

Sentir-me bem e por conseguinte sentir-me assim com ele é o céu!! Já estou a ter vontade de fazer jantar romântico e tudo!! Vamos lá ver se consigo fazê-lo. Pelo menos a vontade já cá está e esse sim, é o primeiro passo.

Posso dizer que já não me sentia bonita, observada há algum tempo. Pode parecer estranho, mas acho que isso faz com que qualquer mulher se sinta bonita. Não digo aqueles piropos tipo: "és um carapau", mas basta um seguir de olhos quando passamos para pensarmos: "bem estou mesmo gira!!". Mas claro que nada chegar aos calcanhares do olhar que o J. fez quando me viu vestida, assim linda!

A new day has come!!!

13/10/2010

Posso dizer que....

Love is in the air....

 
Eu e o J. agarrámos de novo aquele sentimento de paixão com unhas e dentes e pusémos tudo para trás das costas. Estamos a fazer esforços para que agora cntinue este equilíbrio!!

Kepp on with the good work!!

Dar-lhe um sopapo era pouco....

Ontem tive uma festa de anos. Festa esta de uma criança, filho de uma suposta amiga minha, que foi capaz de me desiludir imenso e acima de tudo desiludir família.

O que mais odiei nesta história (confusa e para aqui nada interessa) é que eu dei muito de mim à sra. e ela pelos vistos só me deu mentiras... hoje em dia, não acredito sequer que a sra. me tenha dito alguma verdade, nalgum momento da vida.

Então depois de todo o apoio que alguma vez lhe dei, ainda teve a lata de se mostrar ofendida por eu ir aos anos do filho que neste momento está a morar com o pai!!! (wtf??!!!) Diz ela que pensava que eu e o J. estaríamos do lado dela.... afinal de contas ela é parva ou faz-se??!! nota: ela é parva e mais umas quantas coisas...

O que é a criança tem haver com os problemas deles? Acima de tudo, o que eu e o J. temos a ver com o que quer que seja?? Azares da querida: somos amigos dos dois!!! será que ainda sou dela?

Mas odeio sinceramente que as pessoas não sejam sinceras, não sejam genuínas, humildes e muito menos que sejam mentirosas, sérias,... só de pensar na quantidade de amigos que perdi ao longo dos anos e os que já poderia ter feito de verdadeiros amigos, perco tempo com quem não merece.

Será que foi ela que fingiu assim tão bem, ou fui eu que fui mesmo muito ceguinha??!!

O que é certo é que odeio esta situação e odeio tudo o que trás agarrado a ela. Odeio que tenha percebido que mais uma vez fui muito idiota. Odeio que as pessoas sejam só aparências....

12/10/2010

Minina Filiz!

E sinto-me uma menina feliz!!

Decidi revolucionar a minha maneira de olhar para mim e já estou a tentar fazer esses progressos. O J. diz que me vai ajudar mais e que vai contribuir mais para que me sinta linda e feliz. (este homem se não existisse tinha que ser inventado, pois ele é realmente um anjo!)

Já comecei ontem. Umas compritas aqui para a je que até estava a precisar e o ânimo tomou logo outro aspecto. Agora só me faltava mesmo aqueles botins que tanto quero e gosto!! Como estes da seaside.


E vou aderir à moda das leggins e daquelas calças que afunilam em baixo... mas estas mesmo por necessidade. As lojas agora decidiram só ter disto e até parece que ficam melhor neste corpo um pouco redondo que é o meu! As calças que costumo usar fazem-me ainda mais redonda!!

Será que o J. vai aturar isto tudo??!!


11/10/2010

A História #9

Nem parece verdade. O tempo voa e quase que nem damos por ele passar.

Já passaram 6 meses desde que dissemos o "Sim". Fez ontem. 10 de Outubro de 2010.

Hoje faz 5 anos que partilhamos a nossa vida. Certo que namorando, mas mesmo assim, uma grande partilha... tudo o que já passámos juntos merece esse nome! Partilha!

O tempo passa por nós e vemos as nossas diferenças e nem queremos acreditar!

Mas no ponto da nossa vida em que estamos e ao fim destes 6 meses de casamento, achamos verdadeiramente que estamos a chegar ao equilíbrio que nos estava a querer faltar, para gozarmos como deve ser esta linda etapa.

Estamos Felizes, estamos verdadeiramente Felizes!

06/10/2010

Mas hoje estou assim....

.... um pouco como o tempo..... chuvoso.....

Não estou bem comigo e isso está a vir para fora, mais do que eu queria. Preciso de por um ponto final nesta história e não estou a conseguir.

Disse aqui há uns tempos atrás, que não me iria deixar levar pelo que os outros dizem ou pelo que vejo no espelho, mas o que é certo é que neste últimos dias, apesar de já não ligar tanto a isso, não me sinto bem comigo mesma.

Mas não é só físico. Sinto que preciso mesmo de mim, um mim que não sei porque há uns tempos que não vejo. Um mim calmo, feliz e satisfeito (volto  a repetir - comigo).

O que fazer para voltar a estar bem??!! Começar pelo princípio, mas qual é o princípio??!!! Ah que perdida estou.....

Tenho que voltar a sorrir para mim!! Ora bolas!! eu sou importante!!

Melhores dias virão! Eu sei que sim!

A História #8

Posso dizer que sou Feliz! Sim, sou Feliz!

Não têm sido de facto os 6 meses mais fáceis da nossa relação. Esta fase toda de habituação aos defeitos, formas de ser, a toda esta vida não tem sido muito fácil, nem romântico, nem muito quente...

Para qual de nós mais difícil? Sinceramente não sei. O J. sempre foi muito protegido pela a Avó (que infelizmente já não está entre nós... faleceu 2 meses antes do big day :-( )e pela mãe. Não da mesma forma que a Avó lhe fazia, mas tinha sempre tudo o queria. Todas as vontades o menino tinha... tudo o que lhe apetecia ele tinha... enfim... acho que até foi sorte de filho único. Logo, quando começámos a namorar, muitas destas coisas foram um pequeno empecilho para nós. Mas ele foi mudando, e agora noto, que depois de casados, ele tenta ter um pouco disto de volta principalmente quando estamos na casa dos pais deles. Eu gosto de o agradar, mas paciência tem limites.

Eu, em compensação, apesar de muito protegida também pela minha mãe e pela minha irmã (não fosse eu caçulinha e não me quisessem manter numa redoma de vidro), sempre tive uma noção de vida diferente... Passámos por algumas dificuldades e sinceramente custa e dói ver um Pai e uma Mãe "matarem-se" por nos colocar comida na mesa. Graças a Deus, o J. nunca teve estas dificuldades. Mas eu também não sou fácil. Tenho um feitiozinho lixado (para não dizer outra coisa) e a paciência dele também tem limites. Muitas vezes digo o que quero e o que não quero e sei que acabo por o magoar... apesar de ele nunca mo ter dito (erro, grande erro).

Luto para que todos os dias nos possamos entender e fazer mostrar ao J. que a vida a dois não é fácil. Que neste momento, trabalhamos os dois, lutamos os dois por uma vida melhor, que eu estudo e que neste momento preciso muito mais dele pelo menos para as coisas de casa, às quais já não consigo sozinha.

Noto que ele tenta mudar e tenta combater isso, mas de certa forma, esta luta diária para termos uma casa a que possamos chamar de nosso ninho organizada, comida feita e ainda ter tempo de namorar tem dado cabo de nós. Já notámos isso e temos tentado deixar de ligar tanto à casa, mas sinceramente não é fácil.

Ando extremamente cansada.... ele cansado está.... os arrufos têm sido muitos.....

A poucos dias de fazer 6 meses de casamento, faço um balanço. Não tão positivo como gostaria que fosse (pelo que já disse atrás), mas mesmo assim um bonito positivo.

Tivemos os nossos bons momentos, as nossas gargalhadas, as nossas alegrias, os nossos choros, os nossos momentos românticos, os nosso passeios. Bolas, já tivemos tanto nestes meses!!!!

Não posso dizer que sou infeliz... não sou.... Como já referido ele é um todo para mim, quase um mundo. Amigo, companheiro, psicólogo, amante, marido,... E eu sei que sou um todo para ele...

E por tudo isto, eu posso dizer que foram uns lindos e felizes 6 meses. Que sou Feliz. Que estou Feliz a seu lado.

01/10/2010

Atrás da Tempestade a Bonança

É incrível como as pessoas nos enganam e nos desiludem tanto. Principalmente os que se dizem nossos amigos.

Já passei por isso vezes demais.... já tive amigos que se acharam melhores que os outros e se afastaram simplesmente; já tive amigos que se afastaram e os outros é que levaram com as culpas do que não fizeram; agora descobri quem fizesse uma mentira à base de mentiras... muitas mentiras...

Como é que é possível alguém dar tanto às pessoas e depois ter este tipo de coisas em troca??!!

É duro descobrir isto, principalmente quando aquelas pessoas dizem que nos querem tanto... e faz doer... faz doer muito...

Mas posso dizer que eu tenho uma bonança muito grande!!!!!

Tenho pelo menos 3 amigos que me querem muito. Estes sim, são verdadeiros amigos. Podemos até não falar de 5 em 5 segundos, mas sabemos que estamos lá uns para os outros. E quando estamos juntos, somo felizes juntos!

Tenho um Marido, que acima de marido é amigo; uma família espectacular!! O que posso pedir mais??!!

Talvez ainda me apareça uma bonança ainda maior e descubra que até posso ter mais outro amigo, outro verdadeiro amigo. Ainda tenho tanto para viver!!!

Sou feliz!! E isso é que importa mesmo!!

29/09/2010

A História #7

Quem alguma vez pensou que estar casada é pera doce está redondamente enganado.

Há muitas coisas às quais nos temos que habituar e não é fácil.... não é nada fácil....

Isto passa-se comigo e com o J. Amamo-nos imenso e habituar-nos aos feitios e aos defeitos não tem sido a coisa mais fácil do mundo. Ele como filho único e extremamente mimado que era, esquece-se que agora também tem que fazer... ou começa e não acaba... ou tem demasiada preguiça e não quer saber... mas aos poucos tenta mudar essa atitude e acho que isso é que realmente importa.

Eu também não sou fácil. Sinceramente acho que tenho um feitio de m****!!! Então para falar... ui ui!! Às vezes não o trato muito bem!! Shame on me!!!

O positivo nisto tudo é que vemos o que estamos a fazer mal e tentamos mudar a situação. Afinal o casamento é isso mesmo. Viver o dia a dia, mudar o que está errado de forma a caminharmos no mesmo caminho.

Acima de tudo amamo-nos e somos sem dúvida o melhor amigo um do outro!

É bom ser feliz, é bom ser amada e amar, é bom construir uma vida a dois, é bom sentir-me como uma princesa, é bom estar com ele!

Amo-te

22/09/2010

Aaaarrrggghhhh

Isto de andar meia doente não está com nada...

Ontem nem me levantava da cama... ou melhor, levantar levantei-me, preparei-me para ir trabalhar mas voltei completamente derreada à cama.

Será que foi o que comi??? Viral não deve ser pois o J. não tem nada. Mas ele para apanhar qualquer coisa é pior que bicho do mato. Só constipação é que entra!

Hoje ainda me sinto combalida... vejo tudo à roda... até o teclado parece voar!

Melhores dias virão.

E outra coisa que me chateou muito nomeio do meu desfalecimento foi: "está grávida? de certeza que não estás grávida?"

Mas porque é que toda a gente teima em me por uma crinaça nos braços???!!!! Eu quero muito ter filhos, mas queridos, ainda é muito cedo. Estou apenas casada há 5 meses, estou a estudar e com leves perspectivas de mudar de trabalho.... leves, muito leves... com um ordenadeco de m***** nunca poderei por uma crinaça no mundo!!

Queremos muito, aliás, quero muito, nunca pensei desejar tanto estar grávida e sentir tudo, desde o medo à esperança, desde o não acredito é desta ao tê-lo nos braços... Mas agora não é altura ideal... se é que há altura ideal para ter um filho. Logo se vê.

Odeio

Ter que esperar por uma resposta... e não saber se a tento forçar ou não...

A pessoa espera tanto, anseia tanto, luta por e depois respostas.... nem vê-las... será que ainda vem????

18/09/2010

Que dia....

Este dia sem dúvida não foi dos mais fáceis. A formadora anda uma seca autêntica e para mim, ou melhor, para todas nós, torna-se ainda mais difícil aguentar ali 8 horas.

Sinto que tenho a cabeça pronta a estoirar e o cansaço a fazer com que não tenha vontade para nada.

Enfim, esperemos que os outros módulos sejam melhores e que todo este esforço seja realmente recompensado!

17/09/2010

Mais um dia

Como é que é possível uma semana tão Não quanto esta... aaaahhhhh parece que nunca mais acaba! E para mim, é como se fosse quinta feira. Amanhã lá vou, tal estudante aplicada, procurando o seu lugar ao sol....

Ultimamente as coisas realmente não estão fáceis. Querer algo mais e procurar esse algo mais, não é propriamente fácil. Aliás, não está fácil. Não tenho nada contra os licenciados, mas nós os técnicos também existimos bolas! E não somos nada procurados... e quando somos oferecem-nos alguns dias, semanas, meses de trabalho, quase ou nada recompensado... enfim... lá verei onde esta vida me leva.

Mas realmente eu penso que tenho a minha virada de pernas para o ar, mas o que é certo é que há pessoas que têm que lidar com questões muito mais difíceis que a minha e só isso me faz olhar um pouco diferente para mim. Mas custa-me tanto olhar e não ter bem o que quero!

Fui burra há algum tempo atrás, mas aqui estou... e agora é aprender a viver e passar à frente.

Todos me perguntam por bebés, e apesar da vontade ser muita dos dois mesmo, não temos as condições. sim, se estou à espera que as coisas melhorem nunca os tenho é certo... mas gostava de lhes dar aquilo que não tenho, que não pude ter.

Porque é que todas as decisões desta vida nunca são fáceis? Esta pergunta está em quase todos os meus tópicos, mas a realidade é que é assim que me sinto. Um tanto ao quanto revoltada... enfim... talvez da tenra idade...

E assim continuo eu....

A História #6

Foi um ano de preparativos louco! Muitas vezes me chateei porque o J. muitas vezes podia ter dado mais atenção. Mas depois pensei, mas afinal as noivas é que tratam normalmente de tudo... mas eu quero a participação dele! Afinal isto é dele também! E assim foi. consegui que o moço dissesse aquilo que queria, aquilo que gostava e assim partilhámos muito mais!

O dia chegou: e eu não me senti nada nervosa. Apenas ansiosa para o ver, para ele me ver, para dizer o sim tão aguardado. A entrada na Igreja foi maravilhosa! Entrar com o meu Pai simplesmente o culminar de um sonho: tê-lo ali a meu lado, a esforçar-se para andar apenas com uma bengalita, apoiado em mim. Mas era o meu desejo. E nem que o tivesse que empurrar mas ele ia entrar. Foi tão bom.

Recordámos com muita saudade quem já não estava connosco. O meu Amado avô tinha falecido há um ano e meio e a avó dele (a quem eu amava tanto quanto os meus) tinha falecido apenas há 2 meses. Não foi fácil, mas sabíamos que de alguma forma teríamos que lhes mostrar que estávamos felizes. No fundo, eles estavam lá.

Foi lindo. Claro que não agradámos a gregos e a troianos, mas nós amámos tudo. Não alterávamos nada! Aproveitámos todos os momentos. Fomos tão felizes naquele dia!!

E assim, juntámos dois sonhos, dois objectivos, começámos uma nova etapa,... Duas vidas, numa só!

16/09/2010

Devaneios

Estava eu aqui a ler um dos blogues que sigo todos os dias (http://omundocatita.blogspot.com/) e estupidamente deu-me uma vontade enorme de chorar e de escrever.

Não sei bem que escrever, mas é algo louco e súbito. O blog tem umas músicas lindas e não sei mexeu comigo.

As coisas ultimamente podiam ser melhores. O J. e eu temos tentado ao máximo que tudo corra pelo melhor e tivemos que ter uma conversa séria. Estou numa semana em que penso que todas as decisões que tive não foram as melhores, que tudo me parece errado e fora de sítio.... olho para a minha casa e ela ainda não está como eu quero.... chego a casa cansada e sem vontade... olho e não é aquilo que quero... já não gosto do suporte das velinhas... Isto ultimamente tem sido horrível....

O que nós tentamos ter, alcançar parece cada vez mais longe.... as finanças hoje me dia, que tanta dor de cabeça dão a todos nós, têm-me dado a mim mais do queria.... ter alguma coisa que compense o que falta... não está fácil....

Bolas não me arrependo nada de ter casado e de tentar ser feliz doutra forma, mas isto não anda nada fácil... nada... que louca que ando....

Só um bocadinho que a menina vai ali chorar um bocadinho sim??!!

13/09/2010

Que seca!

E o curso começou. Não da melhor maneira, pois temos uma formadora que ai Jesus!! Que perdida a sra. é... e depois as aulas tornam-se uma autêntica seca... 2 horas para fazer a apresentação de 9 gatas pingadas! Só a nós. Mas gostei. O grupo é simpático e tentámos todas ao máximo inserir-nos como uma turma! Agora é esperar que os sábados cheguem e ser uma menina aplicada!

Hoje não me apetecia nada... que pouca vontade tenho eu de andar pelo trabalho! Parece mesmo dia não! Mas infelizmente cá tenho que estar, não posso fugir a esta responsabilidade.

Devíamos de poder escolher qual o dia a que gostaríamos de trabalhar, tipo: 2 vezes por semana ou 3, das 10h00 às 17h00, e por aí fora! Eh pah isso é que era.

E por falar em trabalhos, penso seriamente se não deveria de arranjar um part-time à noite.... mas agora com o curso iria ser tão difícil... e o que poderia eu fazer para arranjar uns trocos extra?! Bem que precisava... pelo menos enquanto não arranjasse qualquer coisa melhor... mas realmente as coisas não estão nada fáceis. Mas enfim... vamos continuando a fazer todos os possíveis.

É preciso mesmo é jogar a bola para a frente e marcar golo. Enquanto não se marca o golo, dribla-se os adversários!! É preciso é jogar! Continuar sempre a jogar!

10/09/2010

A História #5

Hoje fazemos 5 meses de casados. Não tem sido o mais fácil. São grandes mudanças para os dois. Ele porque teve/tem que aprender que as coisas não só como ele quer e acha, além de quem que aprender a fazer as coisas em casa. Eu porque vim para longe de tudo o que conhecia, iniciar mesmo tudo do zero. Fora a habituação que temos que ter um ao outro, a todas as coisas em geral. Os arrufos acho que existem em qualquer relação e na minha não seria excepção. Podíamos ser mais felizes? Acho muito sinceramente que sim.

Mas voltando ao ponto que interessa mesmo. Começaram então os preparativos para o nosso dia, para o dia que se iria tornar o dia mais felizes da nossa vida. Marcámos a data na Igreja para uma data que fazia sentido: no dia a seguir fazíamos 4 anos e 6 meses de namoro. Depois foi a procura incessante de tudo: quintas, modelos de convites que gostássemos, lembranças, visitas, fotógrafos! Bem se dá trabalho!!! mas vale tanto a pena.

Graças ao casamento descobri que adoro organizar eventos! E quem sabe um dia não me dedico a sério!

Os preparativos muitas vezes foram complicados. O J. é filho único e a mãe dele tinha sonhos para ele como qualquer mãe tem. Mas a nossa vontade tinha que prevalecer e muitas vezes essa "luta" não foi das mais fáceis. Acho que no fundo ela ia ficando um pouco magoada, mas era o nosso dia especial.

Até que descobrimos os pontos que mais queríamos para aquele dia: a quinta linda, o magnifico fotógrafo e os convites simples e lindos que queríamos!

E assim seguimos, durante um ano!

Nova etapa

E é amanhã que vou começar o meu curso! Puxa, como o tempo passa rápido! Tenho aquela ideia de que ainda foi ontem que o descobri e que me inscrevi, até um pouco sem pensar, mas vai valer a pena.

Pareço realmente uma miúda! Uma pitinha desejosa que o ano escolar comece e que preparar com carinho e entusiasmo toas as suas coisinhas!! Até o J. diz que pareço uma miúda pequena (mas que me gosta de ver assim, entusiasmada, com vontade e feliz!)!!! Então já posso dizer que já tenho a minha mala preparada! O caderno, o estojo (para aí uns 5 tipos de canetas, lapiseira e recargas, um lápis, afia, borracha, corrector e tudo aquilo que tenho direito claro!), as bolachas, a carteira,... ufa tanta coisa! Mas merece e eu mereço!!

Estou tão ansiosa! Espero que isto me abra as portas que tanto preciso para uma vida melhor. Mas não quero fazer muitas esperanças... tenho medo da queda!!

Boa sorte menina para amanhã!!!

07/09/2010

Odeio.....

As coisas realmente depois das férias não começaram da melhor forma.

O trabalho realmente foi feito como solicitado na minha ausência... poderia haver alguma coisa mais feita que supostamente deveriam de passar ao lado das minhas responsabilidades, uma vez que nunca me foram incutidas, mas enfim... o importante foi feito. Não acabou da melhor forma porque supostamente perderam-se em conversa e eu tive que aturar e ficar muito tempo depois do que era devido.... sem um obrigada (para não variar!)

Mas o que me deixa realmente triste e em baixo foi o facto das finanças para não variar não estarem da melhor forma. Não tem sentido ao fim deste tempo todo ainda não nos orientarmos... a culpa não foi das férias, a culpa nem é bem da orientação, é mesmo da m**** das contas astronómicas que me têm aparecido!! É nestas alturas que eu penso: "devias de ser rica!". Mas sem essa possibilidade tenho mesmo que me ir aguentando. Acho que não tenho solução a não ser arranjar outra coisa qualquer: ou melhor no mesmo horário, ou complemento deste!!

Oh vida que tão complicada és!!! Por vezes ODEIO-TE!!!

04/09/2010

E acabou-se o que era bom

Pois é... tudo o que é bom acaba rápido. E as minhas férias não foram excepção. 

Foi tudo muito bom: a praia, a piscina, a companhia (o meu Marido é sempre boa companhia... às vezes as outras é que nunca são 100% maravilhosas... mas quem vai com criancitas nunca é fácil! - Mary não seja má para os seus meninos sff!!), a viagem aquela maravilhosa cidade!!

Tudo muito indescritível!!

Ah! Mas o melhor foi mesmo as figuras de pitinha pequena que fiz quando fui finalmente comprar as coisas para o meu cursito!! Imaginem bem: "olha quero uma lapiseira destas, uns marcadores florescentes, corrector!!!, borrachas, canetas que tragam já o vermelho e o verde, cadernos lindos!!!" e etc etc etc..... o J. disse que nunca tinha imaginado que eu fosse assim... mas eu estou tão entusiasmada!! Pensar que estarei inserida num ambiente completamente diferente a aprofundar os meus conhecimentos com gente diferente... acima de tudo já penso em algumas resoluções, mas só quero mesmo pensar nelas, depois do inicio oficial do trabalho!

Posso dizer que a menina continua feliz! Sim, realmente muito feliz!

20/08/2010

E estamos de férias!

Oficialmente, oficialmente só depois de sairmos do trabalhito, mas o que é certo é que já posso cantar de galo!!!

Tem um gostinho tão bom, tão bom, tão bom saber que já estou meia de férias e que vou poder descansar e entusiasmar-me de novo com o meu cursito!!!

A menina está feliz!!!

Boas férias!!!

19/08/2010

A História #4

E passou-se esse ano e mais outro e outro....

Quando fizemos 3 anos de namoro veio o lindo pedido de casamento. Tínhamos tido um arrufo nesse dia e eu estava possessa com ele... ele ia para casa e liguei-lhe arrependida e com vontade de estar mais tempo com ele e ele voltou e foi o momento mais lindo da minha vida. Mal eu sabia que uma hora antes já ele estava de anel em punho para me pedir a mão.

Estávamos na casa dos meus pais e aí ele pediu-me para eu me sentar e fechar os olhos. Preparou tudo e pediu para estender as mãos e colocou-me a caixa nas mãos e perguntou-me: "queres casar comigo?". E eu chorei, e chorei, chorei, chorei, chorei, chorei, chorei, chorei..... Ele ficou apreensivo pois pensava que eu não tinha gostado, que não queria, mas eu disse-lhe que tinha amado e queria muito, muito! Foi tão lindo!!!

Mas, devido a certas situações e a querer muito que ele me pedisse aos meus pais, fomos atrasando a questão e aguentámos assim 1 ano. Essas situações depois acabaram, não da melhor forma é certo e partimos então para o próximo passo. Ele pediu-me aos meus pais e começámos então a construir o tão desejado dia em que unimos as nossas vidas para sempre!

Em Stress

Estes últimos dias tem sido um puro stress.... isto de ter as férias à porta e estar num trabalho em que somos as únicas que sabe fazer tudo o que se deve fazer no final do mês, não é propriamente fácil.

E depois disto tudo arranjar vontade para arranjar as coisas para as férias.... hum não me parece... e tanto que não parece que hoje devo-me deitar tarderrimo a arrumar tudo o que tenho para arrumar porque amanhã, já não estarei em casa!

Ufa ir de férias dá cá um trabalho...

17/08/2010

Disabores

Estou realmente muito saturada desta vidinha que ando a levar.... É o trabalho, a vida pessoal, a vida social.... será que não há um entremeio nas coisas???!!!

E quando procuramos melhor não encontramos... porque será? Será que não somos considerados assim tão bons como os outros??

E quando tentamos melhorar isto ou aquilo pessoalmente, chega sempre algo a um ponto limite em que explodimos e dissemos tudo aquilo que devemos e tudo aquilo que não devemos e aí sim, está o baile armado...

Tenho tanto para aprender.... puxa.... tenho tanto para viver.... tenho tantos desejos para realizar.... e olho para mim e vejo..... não é possível.... não consigo.....

O não consigo deveria de ser algo que não devia de existir no nosso vocabulário. Mas infelizmente existe e é usado muitas vezes, mais do que eu desejaria. Não o gosto de utilizar e existiram mesmo alturas em que o mesmo deixou de existir no meu dicionário cerebral. Mas estou numa altura da vida que ele teima em cá entrar... de novo...

Estava tão entusiasmada com o meu curso e parece que já estou a perder a vontade. A bodega daquele escritório nunca ganha forma.... e houve quem me tivesse prometido que sim.... mas como arranja trinta por uma linha para ir atrasando aquilo que lhe compete.... só porque houve um dia em que não o consegui ajudar, já dá a desculpa: "sozinho não consigo tudo". Mas eu sozinha tenho que conseguir tudo....

Agora vamos de férias.... nem está minimamente preocupado com aquilo que tem que fazer e preparar.... para não variar arrasta situações.... e arrasta, e arrasta, arrasta, arrasta.... numa calma enervante que muitas vezes não deveria de existir... gostava de o ver com um filho... dá-me uma raiva.... e quando refilo ainda se acha na m**** do direito de achar que estou errada! Mas será que estou tão errada em querer a minha vida organizada?? Será??? Será que sou assim tão bicho??? Fora do normal????

Todas estas coisas me têm deixado deveras triste e louca... perco vontade para tudo e agora penso: será que nas férias irá melhorar???

Procuro sempre uma solução e às vezes não chego lá...


16/08/2010

Devaneios

Este fim de semana foi um óptimo fim de semana. Eu e o J. parecemos o mais apaixonados possível e há muito que não namorávamos tanto. Claro que tivemos que ter o nosso arrufo mas, tentei-o ultrapassar para que não ficássemos embirrados o fim de semana inteiro. Tivemos a presença de amigos o que foi muito bom. Há algum tempo que não tínhamos uma noite tão divertida como aquela e sem sair de casa!

Mas  tudo se desmoronou hoje de manhã. Para não variar vieram os meus ataques de auto-estima e estou down.... muito down.... E cá estou eu.... a desabafar mais um pouco....

Sinto-me péssima, feia, baleia, sei lá. Nem nunca consigo entender porque é que temos que ter sempre este combate calórico!!! Não passa um dia em que não se olhe para o que se come e que não se pense: "puxa, esta m**** vai-me deixar com não sei quantos quilos a mais". É verdade que no Verão, pelo menos para mim, é impossível fazer dieta. Não consigo, pura e simplesmente. Adoro os meus gelados e os meus doces fresquinhos... os petiscos... tudo isto me faz muita falta... adoro comer a realidade é essa.... e agora as férias estão próximas e eu estou aqui com pena de mim mesma, a achar que sou a pior mulher do mundo, a esposa mais feia do mundo e já estou a imaginar-me a ter vergonha de envergar aqueles bikinis lindos que lá tenho e não estar à vontade nas minhas férias debaixo do sol...

Odeio isto. Odeio que os estereótipos da sociedade se tenham que embrenhar tanto nas nossas cabecinhas.... e as miúdas de 15/16 anos que hoje em dia vemos??? Coitadas.... se eu já me acho assim, estas pobres estão escanzeladas e ainda se acham gordas... o que direi eu??!!

E depois pergunto porquê? Porque é que tem que ser assim? Porque é que eu não consigo gostar de mim como sou?? Porque é que tenho que ter estas gorduras, esta barriga...?? Porque???

Hoje é o meu dia oficial de : SINTO-ME GORDA E FEIA!

13/08/2010

A História #3

Ao fim de estarmos alguns meses sem nos falarmos (para aí um ou dois, que mais pareceram uma eternidade), tomei coragem e dei o meu braço a torcer. Mandei-lhe uma sms a dizer que sentia a falta dele e que naquele verão me sentia muito sozinha e abandonada por todos os meus amigos.

Ele respondeu-me, talvez um pouco vitorioso pois dei-lhe para trás, disse que não queria nada com ele e ali estava eu naquele momento a dizer "por favor volta".

A partir daqui nunca mais nos largámos. Aos poucos admiti que gostava dele e em Outubro o rapaz pede-me em namoro. Respondi-lhe de uma forma que ele no mínimo achou estranha e a qual não entendeu à primeira. Mas foi tão engraçado: estavámos nós numa das nossas voltas quando ele pára o carro numa rua em T., em frente a umas garagens e pergunta-me se gosto dele. Eu disse que sim, aliás que pensava que ele já tivesse entendido que sim... e ele perguntou-me "queres namorar comigo?" e eu dei-lhe um beijo, um senhor beijo... ele responde-me "isso quer dizer o quê?" e eu "o que é que tu achas?"

E foi assim que iniciámos uma grande viagem.... uma grande dor de cabeça...

Meti na minha cabeça que os meus pais deveriam de saber, uma vez que eu queria ter um mínimo de liberdade para estar com ele. Foi difícil ganhar a coragem e irmos falar com eles. O J. não era muito bem visto, tinha ganho uma má fama devido a uma moça que esteve com ele e devido à própria vida que levava. Não que fosse mau rapaz, mas era um pouco encostado. Chorei tanto nesse dia, sofri tanto.... mas decidi criar forças e fui em frente. A minha irmã também deu uma força, aliás, ela fez muito por mim a vida toda. Ajudou que a minha mãe nos aceitasse minimamente com a afirmação "é uma experiência que ela vai ter".

E os dias passaram. Todos os dias a minha mãe fazia uma fita porque eu devia de acabar com ele, que ele não era homem para mim,... ou seja tudo o que ela podia ir buscar de negativo ela ia... e "massacrava-me" um pouco com tudo isso. Mas nós aguentámos-nos.

Fizemos o 1º mês, fizemos os 6... Eu comecei a trabalhar na mesma altura em que fizemos os 6 meses de namoro. Ele mudou de trabalho a pouco tempo de fazermos um ano. Voltei a estudar para acabar o secundário um mês antes de fazermos um ano... quando fizemos um ano de namoro arranjámos umas alianças e aí não houve volta a dar.

Os meus pais mudaram um pouco de atitude quando o J. mudou de trabalho. Lutei muito para que ele fosse aceite como meu namorado... e foi...

Passámos por altos e baixos, obviamente que sim. Nenhuma relação é fácil, temos todos os nossos feitios.

Crescemos os dois individualmente e como casal e assim cresceram também os sonhos.....

12/08/2010

Amizades

Sinceramente não entendo como é que as pessoas nos podem desiludir tanto. É certo que cada um puxa a sardinha ao seu pão da forma que mais lhe convém, mas não deixa de ferir sentimentos quando nos damos conta de que afinal os amigos não são assim tão amigos, ou não são mesmo os santos que nós pensamos que são.

Olho para trás e acho que existiu realmente um altura da minha vida em que fui muito realizada nesse aspecto. Eramos um grupinho muito unido, todas as sextas e sábados lá estavamos nós a rir, a gozar,  na má língua.... fosse no que fosse eramos nós e eramos amigos uns dos outros. Ao pouco toda esta magia se foi desvancendo. Uns porque começaram a achar-se melhores que os outros, outros porque namorados e afins lhes subiram ao tico e ao teco e por final porque a própria vida o assim ditou: afinal de contas estavamos todos a crescer e a procurar os nossos caminhos.

Sei que há pelo menos 3 pessoas, com as quais posso não falar sempre, mas que sei que estão sempre lá. Mas até essas parecem dificeis de lá "estar"...

Agora acreditar piamente numa pessoa, dar tudo, "o cu e os 7 tostões" e depois vir a descobrir que não é bem assim é duro.... E ainda por cima já devia de ter aprendido a não fazer isso, que devia de estar de pé atrás, a desconfiar da boa vontade, do riso, da mão amiga, das ofertas.... e não o fiz e agora estou um tanto ou quanto magoada...

O pior é quando, mesmo sem queremos, somos meio apanhados nos problemas dos outros, pois somos amigos de todos.... e é dificil tomar partidos, ou melhor não se devem tomar partidos... até porque os sentimentos estão tão confusos e as ideias também que o melhor mesmo é conseguirmos ficar à parte assim....

Cada vez mais penso que a vida realmente podia ser um bocadinho mais fácil, um bocadinho mais sorridente... ou se calhar até é e nós é que temos a mania de nos deixar batalhar no mau...

Gostava muito que a minha vida fosse diferente.... Mas opções são opções, decisões são decisões e temos que aprender a viver com isto tudo... mesmo que muito errado.

11/08/2010

Parece uma crise.... Ou é???!!!

Ando sempre desaustinada no meio de contas e organização de tudo e um par de botas. Será que não consigo encontrar nenhum entremeio??? Chateia-me que às vezes arrumo e vem o J. por trás e desarruma... ufa que chatice!

Mas ao fim de 4 meses de casadinha penso que poderia estar muito melhor e bem mais organizada. A questão é que agora com o curso aos sábado me tenho que organizar forçosamente, pois vou querer descansar aos domingos... tenho tanto para fazer! Por onde começo??

Tenho que começar obrigatoriamente por aquilo que me vai fazer alguma falta: o escritório. Que neste momento tem mais aspecto de sala de arrumos que outra coisa. Depois é aproveitar o J. que vai ficar muitos sábados sozinho em casa e pô-lo a arrumar definitivamente o quarto de solteiro dele. Por amor da santa!! Aquilo ainda parece uma zona de guerra!!

E o resto da casa... pucha quando é que aquilo ganha a m**** da forma??? Tenho que ir buscar os meus cortinados para ver se aquilo ganha um ar mais decente! Mais cómodo pelo menos! Mas começo a perceber que não entendo é mesmo nada de decoração. "Foram-se" como é dificil!! Há quem me dê ideias girissímas mas depois colocá-las em práctica é que são elas... e sinceramente para colocá-las em práctica é necessário dinheiro. Podem até me chamar de agarrada, tio patinhas mesmo, mas há certos dinheiros nos quais eu não quero mexer. Podem fazer falta bolas! Afinal tenho coisas para pagar....

Em relação às contas... essas.... essas malditas só iriam melhorar ligeiramente se tanto um como o outro conseguisse um trabalho melhorzito. Antes de casar tive oportunidade de mudar, mas na altura todos concordaram comigo de que era melhr não, pois estava muito perto do big day e depois puff podia dar asneira. Olhando para trás arrependo-me muito! Mas é com os erros que o pessoal aprende certo??? Eu gostava mesmo era de ganhar um pouco mais. Gosto imenso do sítio onde estou é verdade, mas a ganhar o que ganho... nem dá vontade de cá vir, principalmente para tudo o que faço. Ainda por cima em pleno mês de agosto, os anúncios são sempre os mesmos e isto devido à crise não está relamente fácil. Nenhum de nós quer sair de onde está meio seguro para um sítio que te oferece trabalho por umas semanas.... umas horas....

Porque é que a vida tinha que ser tão complicada??!!

10/08/2010

Esperar ansiosamente.....

..... pelas férias!! 

Algo que odeio profundamente é esperar pelas férias. Quanto mais perto estou delas, mas longe me parecem, mais os dias cansativos são....

Porque é que não pode ser marcar e ir???!!!

09/08/2010

Ao fim de um fim de semana bonzito

Nunca me imagienei tão ansiosa por ir de férias!!

Quero sol, praia, quero fazer aquilo que não sei porque está tão dificil e impossível de fazer agora... Por amor da santa!! Como é que possível a vida dar tanta volta e volta e me sentir tão presa a pequenas coisas que não consigo, pura e simplesmente, fazer as pequenas coisas que tanto gosto???

Definitavamente, tenho que organizar a vida de forma diferente!

A História #2

A nossa amizade nasceu tão facilmente que até chega a ser dificil de explicar. Aos poucos entrámos numa "onda de fazer olhinhos um ao outro" e um dia quando ele lá foi arranjar mais uma vez o meu pc (acho que no fundo eu avariava-o de propósito), dei por mim a dar-lhe festinhas com a desculpa idiota de que a camisola dele era fofinha... 

Houve alturas em que olhando para trás, só nos dá vontade de rir!! Eramos tão tontos!! 

Entretanto, começámos nos beijinhos, alguns amassos à mistura, mas eu depressa lhe dei para trás. "Bateu" um insegurança e recuei.... pedi-lhe para sermos ao menos amigos, pois gostava imenso dele dessa forma... mas ele deixou-me até nesse aspecto.... Nunca me arrependi tanto....

E assim ficámos... uns quantos meses sem nos falarmos, longe um do outro, cada um sedento por sentir o outro perto de si.... 

06/08/2010

As aulas de hidroginástica dão cabo de mim

Estou morta, morrida, matada!!!! Esta expressão que tanto ouvia em criança, nunca me fez tanto sentido como hoje.

A História #1

Está na altura de fazer mais uma etiqueta. Todas as semanas irei escrever um pouco da minha história de princesa!!

Conheci o meu principe pois ele trabalhava numa empresa onde eu morava. Ele é técnico de informática e de volta e meia lá ia ele arranjar-me o pc. A grande avaria que deu lugar a travarmos um maior conecimento foi um pico de tensão (apesar de já termos falado e trocado números de telemóveis!), que fez com o dito do meu pc se tivesse desligado e não voltasse a dar sinal de vida. A minha mãe falou com ele para ele ir lá tratar do assunto, fazendo questão de dizer que eu estava muito desgostosa!!

Quando ele lá foi eu infelizmente não estava e deixou-me uma mensagem no pc "Já está a trabalhar! Não chores mais!" Liguei-lhe a agradecer e a dizer para estar descansado. Perguntou se eu gostava de Seal e disse que sim principalmente da música "Kiss From a Rose".

Deu-me o cd e este cd e esta música trouxe muita conversa atrás e muitos bons momentos.

E aqui nasceu uma bela amizade!

05/08/2010

E por falar em felicidade

E por falar em felicidade houve algo, que depois daquele devaneio me fez os olhos brilharem de novo e sentir entusiasmada por algo!

Vou estudar de novo!! Não, não é a licenciatura (quem sabe não faço depois pelo Maiores de 23), mas sim um curso na minha área, numa das melhores faculdades. Uma especialização. Vão ser 8 meses de sábados perdidos (é o dia todo.. Ufa!), mas decerto me irá dar algo de bom!

A menina está tãaaaaaaaaoooooooooo entusiasmada!!!

Pedir coisas para ontem...

Não entendo, sinceramente não consigo entender....

As pessoas trabalham, têm o seu material de trabalho, mas deixam acabar tudo e depois é que se lembram que "ups afinal acabou e vou precisar de mais para trabalhar....."

Será que não se lembram que se o material existe e que se precisam dele para trabalhar, não convém deixá-lo acabar sem reforçar o stock???!!!

Como odeio gente "parva"!!!!

04/08/2010

Felicidade

É algo tão subjectivo. O que me faz feliz, pode não fazer o outro e assim sucessivamente.

E o que traz a felicidade? Dinheiro? Amor? Amizade? Tudo junto? Eu posso responder que um pouco de tudo faz a felicidade. Sou da opinião que o dinheiro até pode trazer felicidade. Não em demasia mas também não ter a conta a zeros... Se não o tivessemos, não poderíamos fazer aquelas pequenas coisas que nos dão prazer e que nos fazem sorrir (um jantar, uma compra, uma surpresa a quem mais gostamos)...
Eu gosto de ter um pouco de tudo. Amor, amizade, carinho, dinheiro pra ser feliz. Descobri por exemplo, que o meu marido me faz feliz por ser meu amigo, confidente, amante, por me amar de volta.

Mas ontem descobri uma cara que não achava possível nos outros. Pincipalmente se vem de quem nós mais gostamos e de quem nos completa. Aquele ar de desilução, de perda por 2 razões. 1ª por uma oportunidade de mudança não se ter mostrado tão boa quanto parecia, quando a pessoa gostaria mesmo de a ter agarrado. 2ª porque ao fim de lutar para que aceitasse fazer um refresh teórico da sua profissão e ter encontrado o curso ideal, este já não se encontrar disponível. Tentou não mostrar mas esta 2ª deu-lhe um ar de desilução tão grande como a primeira.

Fiquei com o coração pequenino.... apertadinho.... e penso como o poderei fazer feliz de novo, sem aquele ar de triste desilução e voltar a recuperar aquele sorriso.

Às vezes penso como estas pequenas coisas podem realmente fazer a diferença numa pessoa. Naquilo que de momento sente, naquilo que deseja e procura alcançar.

Esta vida é uma busca incessante de felicidade. Em tudo procuramos algo que nos possa fazer sorrir e fazer completos.Os obstáculos existem, talvez para uns mais que outros, mas eles estão lá! Muitas vezes nos deitam abaixo, mas não perdemos aquela vontade de voltar a ter aquilo, de voltar a sentir aquilo que nos faz bem.

Será que com isto descrevi Felicidade?