30/07/2014

E quando achamos que mais nada pode piorar

Eis que recebemos a notícia de que deixamos de ser necessárias no departamento para o qual nos candidatámos há 3 anos atrás,  porque não há trabalho,  mas ao mesmo tempo que vamos ser transferidas para outro o triplo de mau di nosso.
Piora mesmo quando me dizem que sou a única a ir e que a minha futura chefe ainda não sabe que me vão transferir.
Piora quando sabemos que é um departamento, que apesar de crescer, tem mais rotatividade por ser otimo de se lá trabalhar,  que a p*** da esquina mais próxima.
Piora quando corremos o risco de ir para uma parte do departamento que tem horários, tipo turnos, maravilhosos oara fazer as mesmas horas que o departamento no Brasil.
Piora quando nos dão a notícia sem as coisas estarem definidas de A a Z.
E não é que eu tenha medo do trabalho,  nem de turnos,  nem do diabo, mas a minha vida já anda tão difícil,  que sinto que era a última coisa que precisava.
e sinto-me triste e revoltada.
E sinto que é definitivamente hora de procurar melhor,  se é que existe....
E pegando no título deste post, quando achamos que mais nada pode oiorar, eis que a nossa vida se transforma num caos maior.

28/07/2014

Do fim de semana

Resta apenas uma frase: passou muito rápido!
Uns primos convidaram-nos a ir ter com eles a Portimão. E porque não?! Ao menos obrigamos o J. nos levar, principalmente o príncipe, à praia!
Ele não é muito fã e se puder evitar, evita, mas nós não!!!
E se o meu piolho gostou da sua primeira ida à praia (shame on us)!
Foi tão bom vê-lo brincar, pular, rir e não querer sair com os pézinhos de dentro de água!
Fins de semana destes, só têm um defeito: fazem-me pensar demasiado. E, apesar de feliz pelo meu piolho, no final do domingo não fui capaz de afastar de mim, as coisas menos boas.
Mas queremos mais fins de semana assim: fazem-nos muita falta!!!

27/07/2014

Não pude deixar de pensar

Em uma pessoa que tanto queria que eu arrajasse os dentes.
Viu o inicio da transformação, mas não esteve connosco tempo suficiente para ver o trabalho finalizado.
Eu gosto de acreditar que sim, que viu.
Mas não consigo saber o que acha... :(
E isso fez-me sentir triste e com saudades...!

25/07/2014

Hoje é um grande dia

Hoje foi o dia em que tirei finalmente o aparelho!!!!
Estou tão contente!!!
A sensação que tenho é que só vejo dentes, que eles são enormes! Nem me reconheço!!
Mas estou tão feliz!!! 

O antes:

O depois (3 anos depois)

24/07/2014

Não posso deixar de concordar com:


Este post.
E prendeu-se com uma "discussão" caseira um deste dias.
Isto porquê? O Afonso é sensivelmente 6 meses mais velho que um bebé que nós conhecemos que é o dobro do tamanho e do peso do meu filho. Calma! Não que eu ache isso um drama! Não, não acho. Cada criança tem o seu crescimento e aspecto.
Mas a discussão prendeu-se com esta frase do J.: "é inacreditável o que dão ao Miguel! Realmente o bebé que cresce no campo, cresce de maneira mais saudável!"
Obviamente que não pude concordar!
Desde o 1º dia do meu filho fiz opções em relação ao que ele comia. Porque achei que seriam as mais correctas, como p.ex.:
- enquanto amamentei não comia coisas que sabia de antemão que lhe podia causar cólicas. E o que é certo é que ele nunca as teve. Só começou a ter, e muito esporadicamente, quando começou a comer as papas e as sopas e etc.
- na introdução da alimentação, mantive-me fiel ao que a pediatra recomendava. tinha e tenho muito receio das alergias. E o que é certo, é que a 1ª vez que me distraí, ele apanhou uma reacção alérgica gigante! 
Hoje em dia, com ele mais crescido e já a comer da nossa comida, já arrisco a dar-lhe a provar outras coisas. Já provou batatas fritas de pacote, que gosta claro, e manhãzitos da bolicão (aquelas panquecas), gelados e de vez em quando um ou outro doce se vir que ele está demasiado fixado e de boca aberta. Mas isto não quer dizer que lhos dê constantemente. Se hoje comeu gelado não come outras coisas, se hoje comeu um manhãzitos já não come gelado, e por aí fora.
Em compensação o outro bebé sofreu de cólicas e é doido por coisas doces...Foi  a opção daquela mae! E não a condeno!
Isto para opinar que: cada um de nós faz escolhe o que comer, quando comer e sim podemos fazer opções mais saudáveis. Felizmente hoje em dia, até as cadeias alimentares tipo macdonald's já tem opções mais saudáveis que os hamburguers!! 
E é importante que saibamos demonstrar e ensinar isso aos mais pequenos desde cedo. Até pode haver coisas que consideramos certos exageros ou sacrifícios, mas são sacrifícios que um dia mais tarde vão valer a pena. 
E sim, muitas opções saudáveis não têm que ser obrigatoriamente mais caras. Temos é que saber escolher. Ou sobre o que se compra ou onde se compra! Perdeu-se muito a mania de ir aos mercados/praças por se considerar mais caro, mas é uma questão de experimentar, fazer contas e provar! Eu tenho ido e os alimentos são bem melhores, principalmente a fruta. 
Tudo na nossa vida é uma escolha. E se pudermos escolher ser, junto com os nossos filhos, mais saudáveis, porque não?

21/07/2014

Férias por um canudo

Faltam ainda 3 semanas para as minhas férias.... e sinto-me tão cansada e saturada,  que cada manhã é um castigo para me levantar!
Vejo-as literalmente por um canudo...

15/07/2014

Esta semana

É uma semana do piorio... as minhas colegas foram quase todas para Angola, para um leilão... fiquei eu e outra colega, em que levamos nas costas um departamento quase inteiro, para no final nem uma palmadinhas nas costas levar....

Nestes momentos, odeio ainda mais esta empresa e a área em que neste momento trabalho.....

Vai ser uma semana de cão, de m**** mesmo.... que já começou mal....